Seu browser não suporta JavaScript!

Quem é Otavio Leite ?

Otavio Leite, deputado federal pelo Estado do Rio de Janeiro, tem 52 anos, sergipano de Aracaju, é afilhado de batismo do ex-presidente Juscelino Kubitschek. Foi criado no Rio por seu avô - o senador Júlio Leite. É casado com a pedagoga Ângela Leite e tem dois filhos, Fernando e Otavio Filho.

Professor universitário, especialista em Políticas Públicas pela UFRJ, estudou no Colégio Andrews de onde saiu para formar-se bacharel em Direito pela UERJ. Ainda na UERJ, presidiu o histórico Diretório Acadêmico Luiz Carpenter.

Antes de iniciar sua carreira parlamentar, participou ativamente da administração pública nas duas gestões do então prefeito Marcello Alencar, quando exerceu os cargos de coordenador das administrações regionais e de secretário municipal de Governo, aos 29 anos de idade.

Com uma trajetória política de compromisso com o Estado do Rio de Janeiro, Otavio, também ex vice-prefeito carioca, é autor de mais de 120 de leis de qualidade em vigor no Brasil (federal, estadual e municipal). Ele ocupa o primeiro lugar na lista dos deputados fluminenses que mais apresentaram projetos de lei na legislatura 2007-2011.

Para o Legislativo, foi eleito vereador da Cidade do Rio de Janeiro por três vezes consecutivas (1992 a 2002) e, na Assembléia Legislativa, a um mandato de deputado estadual (2003-04). Hoje está no exercício do segundo mandato de deputado federal (2011-2015).

Entre as suas principais lutas destacam-se a incansável defesa dos direitos das pessoas com deficiência e o empenho no desenvolvimento da indústria do turismo, com a conseqüente geração de emprego e renda; as ações políticas e jurídicas em favor da execução e continuidade das obras de saneamento da Baixada de Jacarepaguá, Barra da Tijuca e Recreio dos Bandeirantes, inclusive com a construção do emissário submarino da Barra, entre outras iniciativas visando mais qualidade de vida para os cariocas.

Otavio Leite é o autor da alteração na lei eleitoral que obrigou os partidos políticos, no registro de candidatos no TSE, a apresentar suas promessas de campanha. Atuou como relator da Comissão Especial dos Centros de Inclusão Digital, que vai regulamentar as lan houses e criar parcerias delas com a Administração Pública para fins pedagógicos. É de sua iniciativa a PEC da Música - que barateia os preços dos CDs e DVDs - e foi o co-autor da criação da CPI do Apagão Aéreo. Participou como membro da PEC da Reforma Tributária e articulou a aprovação dos projetos que autorizam os tribunais de Justiça a recorrerem a videoconferências para ouvir presos sem precisar tirá-los dos presídios.

Em Brasília, teve participação destacada em prol da ratificação da Convenção internacional sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência e da sanção da Lei Geral do Turismo.

Leite defende também uma solução justa para o prejuízo que o Estado do Rio de Janeiro e seus municípios poderão sofrer com a queda nos valores dos royalties distribuídos aos estados produtores de petróleo.

Seu desempenho no parlamento elevou-o à posição de primeiro vice-líder do PSDB na Câmara dos Deputados, membro do Diretório Nacional e presidente do PSDB fluminense.

Parte do resultado de toda essa dedicação e trabalho para o Rio está resumido no livro: DESAFIO POLÍTICO - 14 ANOS DE TRAJETÓRIA, de sua autoria, lançado em 2006.