Seu browser não suporta JavaScript!

O Desafio, O Sonho

Na foto, Otavio Leite discursa em sua primeira campanha para vereador.

Sou um homem público. Definitivamente. Deus me quis na atividade pública, na tarefa de atuar na Administração Pública, nos poderes públicos. A razão disso deriva do meu sonho de ver uma sociedade absolutamente mais igual, com um nível de bem-estar social  mais sólido, pelo menos, contribuir para a diminuição dos vergonhosos indicadores sociais de distribuição de renda que ultrajam a população brasileira.

Vivo o coletivo, penso o coletivo, e faço das minhas tarefas uma busca para minimizar esses problemas todos. Formas de lutar há várias, mas todas passam pela atividade política. O homem é um ser politico, não existe, no cenário social, a figura do apolítico. Quando uma pessoa diz que não gosta de política e, por isso, vai anular o voto, no fundo, inconscientemente, está contribuindo para manter o “status quo” vigente. Ela está tendo, sim, uma atitude política em favor do que está aí. Nosso contraponto é a busca pela transformação da sociedade.

Os projetos de lei, dos quais me orgulho de ser autor, são exemplos das contribuições ao meu alcance, que têm por objetivo minimizar os efeitos injustos da sociedade onde vivemos. Mas é evidente que eu gostaria de, além de concretizar o sonho de poder influenciar mais, contribuir decisivamente para que as políticas públicas fossem direcionadas para os setores  mais necessitados.

É por isso que estou na vida pública. É por isso que faço política e busco o apoio das pessoas para exercer um mandato que, por ser temporário, exige que eu procure em seu período utilizá-lo ao máximo dentro dessa perspectiva de construção.
E do sonho vem o desafio, e do desafio, a luta. Por isso, a ela me dedico.